quinta-feira, 6 de agosto de 2009

A caminho de Los Alcornocales

O primeiro dia de férias na Andaluzia, começou com o céu cheio de nuvens. Foi o único, pois os outros dias todos foram autênticos banhos de sol e temperaturas altas. De qualquer forma, não estava frio.
Olhámos para o mapa e decidimos explorar o lado este do Parque de Los Alcornocales. Apesar de não parecerem ser muitos, na realidade foram mais de 150 km percorridos o dia todo. A ideia era fazer algumas caminhadas, mas, por um lado o tempo instável, e ,por outro a incerteza do tempo a fazer o percurso, a viagem acabou por ser um percurso de automóvel, mas que valeu a pena pela paisagens.
De Estepona,seguimos para Casares, uma localidade branca, que fica nas encostas ocidentais da Sierra Bermeja. A partir de Casares, e em direcção a Gaucin, começamos a entrar em zona florestal, mas com diversos campos agrícolas. Gaucin é também uma povoação branca com um velho castelo. Esta zona da Andaluzia está cheia de pueblos com casas todas pintadas de branco.~
O casario branco destaca-se na paisagem, seja no meio do verde da floresta, seja na encostas rochosas pintadas de diversos tons de cinzento.
De Gaucin a El Colmenar é um mar de verde.
El Colmenar é um pequeno pueblo no fundo do vale do rio Guadiaro, mas que tem um estação de caminho de ferro vai de Algeciras para Ronda.
Até El Colmenar a estrada, apesar de estreita, é boa, com piso novo e bem sinalizada.
A partir daí, entrámos numa estrada florestal estreitíssima, e durante mais de 20 km, é só curvas e sobreiros por todo o lado. Esta zona pertence à Reserva Nacional de Cortes de La Frontera.
Cortes de La Frontera é muito conhecida por ter zonas de escalada e passeios a pé na montanha. Depois de conduzirmos durante quase uma hora a pouco mais de 20 km/hora, chegámos à estrada que liga Ubrique a Cortes de La Frontera.
Seguimos em direcção a Ubrique que, vista ao longe, fica encravada entre várias montanhas com desníveis bastante acentuados.
Como já era tarde, seguimos para a entrada do Parque de Los Alcornocales, em direcção a Puerto de Galis.
Este percurso levou-nos a Sauceda e a passarmos pelo rio Hozgarganta. A saída fez-se por Jimena de La Frontera.
Pudemos constatar que Los Alcornocales é uma imensa floresta de sobreiros, carvalhos e azinheiras em estado semi-selvagem. Só não é de todo selvagem porque a cortiça dos sobreiros é aproveitada. Mas parece-nos ser produzida de uma forma bastante ecológica, com respeito pelo meio ambiente.
Há zonas que olhámos em qualquer direcção e não se vê qualquer indício da presença humana, seja de forma visual ou sonora.
O próprio vale do Hozgarganta está intocável.
Saímos do Parque por Jimena de La Frontera, uma vila com um castelo medieval, que também não visitámos por falta de tempo, pois a Graça não estava com vontade de perder o Spa do Hotel.

Sem comentários:

Enviar um comentário