segunda-feira, 1 de junho de 2009

Ave de Rapina no Gerês

Já nos despediamos do Gerês, quando, na descida para Covide, vislumbrei uma mancha no azul do céu de fim de tarde. Encostei o carro à berma da estrada, agarrei na câmara, apontei, zoom no máximo e o resultado está à vista: imagens tremidas e desfocadas, mas que, apesar de tudo, valeram a pena.

Sem comentários:

Enviar um comentário